TAILÂNDIA, NÃO SABE O QUE FAZER COM SACOLAS PLÁSTICAS, MAS GRUPO INER E ELO SOCIAL,TÊM A SOLUÇÃO

Atualizado: 6 de Abr de 2019


A Tailândia a cada ano gera em torno de 2 milhões de toneladas de resíduos plásticos, devido aos maus hábitos de consumo da população, a pressão dos produtores e a lenta burocracia do governo para desenvolver políticas para a destinação adequada desse lixo.


No Brasil, os dados também são alarmantes, a situação do lixo é deficitária em suas políticas públicas e pelo que vemos não muda muito, se compararmos com a da Tailândia.


Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais - Abrelpe, o Brasil, é visto como um dos mais ricos em lixo do mundo e o quarto maior produtor de resíduos no planeta.


De acordo com estatísticas realizadas pelo Grupo Iner, “são produzidos diariamente cerca de 250 mil toneladas de lixo. Sendo que a cidade de São Paulo é a que mais produz lixo no país, com cerca de 19 mil toneladas por dia”.


Para ser ter uma ideia cada brasileiro produz em média um 01 quilo de lixo por dia, segundo especialistas cerca 100 mil pessoas = 100 toneladas diárias, pouco mais da metade dos resíduos sólidos tem uma destinação correta.


De acordo com Carlos Silva Filho, Diretor Presidente da ABRELPE, 80% dos resíduos que chegam aos nossos oceanos têm origem nas cidades. As fontes terrestres de lixo marinho plástico são numerosas. Elas incluem descarte direto de resíduos bem como a liberação de partículas de plástico através de águas residuais e efluentes”.


A Lei nº 12.305/10, instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), com a finalidade de enfrentar os principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do inadequado manuseio desses resíduos. “A PNRS, estabelece uma lista norteadora de seus princípios em seu artigo 6°, e entre eles encontra-se o princípio da prevenção”.




Apesar da lei estar em vigor desde 2010, praticamente quase nove anos, pouco se fez para a resolução da situação do lixo no Brasil e que quase nada mudou, com seus aterros sanitários (local destinado à decomposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana), que nada mais são do que verdadeiros lixões a céu aberto.

Frente a esse cenário a Confederação Elo Social Brasil e o Grupo Iner, estão trabalhando arduamente dia após dia, para resolver o quanto antes essa problemática e dando a devida importância em relação as questões relativas ao saneamento ambiental, em especial a coleta desses resíduos e a transformar o “Lixo em Luxo”.


O Programa Lixo Zero Social Dez, têm como objetivo “contribuir para a implementação dessa lei através de instituições, empresas e cidadãos realmente comprometidos com uma política social mais justa, responsável e sustentável”.

OS TIPOS DE PRÉDIOS A SEREM CONSTRUÍDOS PELO GRUPO INER


CTT - Centro de Triagem e Transbordo (Linha Única e Linha Dupla), uma a cada 100 mil habitantes/Preparadas para atender até 200 mil habitantes;

Usina de Incineração de Produtos Hospitalares Uma a cada 1.500.000 / 2.000.000 habitantes;

Usina de Cremação de pequenos animais; uma a cada 1.500.000 / 2.000.000 habitantes;

Usina de Compostagem/Fabricação de Briquetes/Incineração de Produtos Químicos/Incineração de animais de grande porte. Uma a cada 1.300.000/2.000.000 habitantes (dependendo da logística e população.)

O Prédio Social - denominado “Social do Cidadão”, para atendimento às famílias e será construído em um terreno de 400m2, com capacidade de atender socialmente 200 famílias/dia, com orientações na área jurídica, psicológica e social. Será construído um prédio social para cada CTT.

Centro de Triagem e Transbordo instalada - Prédio Seccional administrativo / gerência dos prédios sociais. Um prédio seccional para atender entre 10 a 19 prédios regionais

Diretoria Estadual - Fiscalizadora e intermediadora entre as diretorias da Confederação do Elo Social Brasil com as diretorias seccional e regional.

Cooperativa Cooperiner - Para atender a Logística Reversa de Resíduos Volumosos, (Sofás, Poltronas, Móveis, etc., a ser instalada estrategicamente em cidade onde tiver um CTT.

Finalmente, a Confederação Elo Social Brasil e o Grupo iner, solucionará a destinação correta e adequada do lixo no Brasil, a geração de energia, a necessidade de restauração de móveis, em parceria com o SINDETAP - Sindicato Nacional dos Tapeceiros e também o problema do descarte irregular de veículos automotores, bem como a correta destinação e uso consciente do lixo hospitalar. E o elo principal desse programa, além de findar com o lixo, é que beneficiará muitas famílias, com dignidade, respeito e a contribuir para a geração de novos postos de trabalho.

“ Todos têm o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo, para as presentes e futuras gerações.”

Sabemos que o trabalho é custoso, árduo, mas quando existem pessoas como o Sr, Jomateleno Teixeira, a Sra. Cida Gracietti e sua equipe, que são engajadas em prol de um bem maior, tudo se concretiza ao longo do tempo, não que seja fácil, mas a certeza que os obstáculos valeu a pena para alcançar a vitória!

A consciência ambiental, é tão importante quanto o nosso respirar e reciclar, é a ferramenta fundamental, para a construção de um planeta saudável e sustentável para todos. “ADIANTE E AVANTE”.

Fonte:

https://exame.abril.com.br/mundo/tailandia-enfrenta-dificil-caminho-para-deixar-dependencia-de-plastico/.

https://portalresiduosswolidos.com/situacao-atual-dos-rs-no-brasil/

Grupo Iner - Julho/2017

Texto elaborado por Nagma Lira - FES - REGIONAL- ABC

Revisão: Equipe Elo Social São Paulo - SÃO PAULO

193 visualizações

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"